Número total de visualizações de página

quarta-feira, 25 de abril de 2012

25 de Abril, onde páras ?

Eu (nós) sou do antes e do depois do 25 de Abril.
Nós, os ex-combatentes do Ultramar, "forjamos" a Revolução dos Cravos, após 13 anos de luta inglória contra os povos autótones que, simplesmente, queriam asas para poderem voar. A nós fizeram-nos "caçadores" à força e limitámo-nos a tentar caçar e quantas vezes de "caça" nada vimos; aqui e ali tropeçamos nas nossas espingardas que se dispararam contra nós outros provocando perdas estúpidas não mais saradas.
Quando a "caça" acabou, outros caçadores que nunca lá estiveram para dar a cara à luta, apareceram com os troféus, armadas de varas e carapaus e tornaram-se muitos deles heróis de liberdades pela quais pouco fizeram; uns, fugidios ao sistema, outros oportunistas de ocasião, e outros tantos a reboque dos acontecimentos instalaram-se no poder e fizeram fitas e cinemas que correram mundo com cravos vermelhos nas espingardas que nunca souberam manejar. Muitos destes tornaram-se heróis ... de banda desenhada, convenhamos.
Nós fomos pura e simplesmente esquecidos, proscritos até pelo novo sistema, apesar de não termos virado a cara à luta quando a pátria precisou do nosso esforço, apesar de políticas para as quais nada contribuímos. Estivemos lá, não fomos cobardes, dixamos lá muitas das nossas vidas. Outros tantos chegaram estropiados e aqueles outros ainda hoje sofrem de traumatismos traumáticos e psicológicos que não mais sararam.
- Afinal, o que é que o 25 de Abril fez por nós? Liberdade ? Reconhecimento público ?
Responderei: puro esquecimento, varridos para debaixo do tapete da indiferença por politiquecos de meia tigela que foram degradando um país até ao seu descalabro.
São estes os novos heróis da nossa democracia, do 25 de Abril !

Ex- militar em Angola.